sexta-feira, junho 6

todos temos um lado ultra-suave

Tenho uma vagina. É um facto confirmado por algumas criaturas, com ou sem o meu consentimento. Uma pessoa quando está em certas idades ainda não detém o controlo total sobre a sua privacidade e pode acontecer que seja a mãe, a tia, a avó ou o irmão mais velho a dar-lhe banho. Mas adquirido o direito de fechar a porta da casa de banho sem que ninguém se atreva a entrar sem pedir licença, sob pena de tentativa de homicídio ou suicídio, tudo muda. Depois disso, e se tudo correr bem (que não corre, os balneários escolares são terreno minado) só a ida ao ginecologista é que pode ser mais dúbia. E depois há a primeira vez e todas as outras.
Mas depois - e isto é o importante - depois há várias tentativas para encontrar a pessoa ideal: a tal que nos consiga satisfazer com muito jeitinho, requinte e ardor. É o que todas queremos. Seguem-se as experiências más, assim-assim ou só boazinhas, mas nós cagamos de alto para as boazinhas. Porque o razoável nestas coisas não chega - nós queremos encontrar O ideal que corresponda aos nossos sonhos sem tirar nem pôr. Atenção que não estou a falar da busca pelo homem perfeito. Há uma coisa tão ou mais importante – a esteticista.
Eu encontrei a mulher da minha vida há coisa de 2 anos. Chama-se Esmeralda e tem 37 anos. Já viu as minhas partes baixas de todos os ângulos possíveis. Já me pediu para me colocar em posições inacreditáveis. Conhece melhor do que ninguém, e melhor do que eu, o que se passa lá em baixo. Sabe o que há a fazer, onde é que me dói mais, o que é que eu prefiro, quais as zonas mais complicadas e de como eu gosto da coisa feita (passo a expressão). Sabe exactamente o que me dizer, desembaraçadamente:

“ó filha, não dói nada. Sabes como é…”
“segura aqui que é melhor”
“puxa a pernoca assim…isso...como tu sabes”
“está quente filhota? Eu sopro”

Eu deito-me naquela marquesa com a certeza de que no final sairei uma mulher novinha em folha, respiro fundo, oiço o Roberto Carlos e sigo ordens, vou dando uma olhadela para confirmar que está tudo a correr como o previsto e reforço a sensação de estar em boas mãos (passo a expressão).
A Esmeralda é impecável. Uma das coisas que marca o seu profissionalismo é a sua religião anti-pêlo. Ela calça as luvas com um brilho nos olhos, pega no pauzinho (passo a expressão) mergulha-o na cera (passo a expressão) e, implacável, roda o pauzinho enquanto sopra a cera e me pisca o olho como quem diz – “vamos dar cabo desta merda toda ãhn?”. Há uma raiva contra a pilosidade como nunca vi em ninguém, tanto que, tenho de lhe por travão volta e meia para que não fique desfalcada. Mas ela insiste:

“isto não faz falta nenhuma filha”
“já que tirei aqui agora tiro deste lado também, tem de ficar igual não é?”
“ vira-te lá querida, é num instante”

Nós não temos propriamente aquela relação que muitas afirmam ter com as suas parceiras – não falamos de homens, não filosofamos, não indagamos sobre a vida privada dos antigos residentes do B.B.. Não temos conversas terapêuticas nem conversas casuais. Eu não sei muito sobre ela nem ela sobre mim. A nossa relação baseia-se numa união de interesse mútuo, numa necessidade constante de avaliar zonas de conforto, fazemos uso de uma linguagem muito pouco verbal, tudo regado com muito carinho e um silêncio tranquilo. E há sempre tempo para uma massagem local com óleos apaziguantes no fim de tudo. É amor portanto.

8 comentários:

Anónimo disse...

OBRIGADO, MUITO OBRIGADO! A SÉRIO, OBRIGADO por este maravilhoso momento de riso :)

Ass: HLRT (hasta la rebentación total)

Bee. disse...

LOL


eu sou daquelas que nunca foi à cera.
M-E-D-O!

medusasss disse...

lololol
Ai não! That's too much love affection!
:)
***

misskitsch disse...

A minha chama-se Sofia.
E é a única pessoa, ao longo destes meus 25 anos, que, a seguir aos dois beijinhos na cara, me faz despir as cuecas sem medos.

'Bora lá! - é a expressão dela e depois, ZÁU!

Parabéns por teres decoberto a tua. É algo de extremamente dificil ;)

miss gija disse...

tou com a bee M-E-D-O

Lux Lisbon disse...

Muito bom! Há muito tempo que não ria tanto com algo lido na blogosfera! :P

Ruca! disse...

ora aí está um assunto do qual n se encontra mt info por aí.

ganda post. muita bom. :)**

travellersoul disse...

Genial!

Parabens pela escrita. :)