quinta-feira, julho 3

não prometo um post em breve


(Ninguém morreu. Só eu, um bocadinho)
A única coisa maravilhosa em tempos de crise, é que somos abençoados com uma visão incomum.
O que nos permite um lúcido rastreio das pessoas com quem podemos e queremos contar para sempre.
Apetece-me tratá-las como a Elmyra Duff fazia aos seus mais-que-tudo.

2 comentários:

Celeste disse...

Passei só para deixar um beijinho... da Elmyra, do que te foste lembrar! :)

************

Ruca! disse...

a elmyra tem uma mercearia aqui ao pé de mim. ou é a prima dela, a elvira?

enfim...

**