terça-feira, novembro 25

pretérito perfeito


Quem me conhece sabe que sou uma pessoa optimista até ao ridículo. Nasci com a certeza que vou ser muito bem sucedida e financeiramente abastada, que serei reconhecida pelo meu trabalho, que vou viver um amor tal e qual como acontece nas comédias românticas e que vou ter uns dois ou três filhos primorosos. Terei uma casa linda com jardim, jacuzzi, piscina e insufláveis onde vão acontecer míticas festas com drinques e acepipes deliciosos. Vou ter uma empregada ucraniana super eficaz e uma ama brasileira extremosa e ambas vão ser feiinhas que dói porque não quero cá beldades a desfilar em casa.


E há muito mais a dizer sobre o meu futuro risonho contudo, e lamento se alguém ainda não se deu conta, estamos a entrar na época dos balanços. O melhor a fazer nestas alturas é bater a bolinha baixa e cumprir as regras sazonais de convivência humana. (até eu fiquei atordoada, não se preocupem)


Findo o momento de cogitação, conclui que este ano foi uma montanha russa sempre a aviar grandes subidas e grandes descidas. E entre semanas de intenso festim e outras de completo marasmo, até que me safei. Como uma Lady.

Ora este ano …

...visitei 11 casas sozinha, endividei-me e comprei uma delas.
...apresentei a casa aos meus pais no dia da escritura, depois de assinada.
...lidei com pressões e responsabilidades quase maiores do que eu.
...quis ser designer, cabeleireira e massagista mas senti-me como peixe na água onde trabalhei.
...conheci pessoas incríveis, que admiro e adoro.
...houve quem me fizesse sentir uma grande merda.
...desejei e planeei umas férias de sol e descanso.
...não tive um dia de férias.
...vi-me obrigada a procurar trabalho e chorei dias a fio.
...cortei o cabelo do meu pai todos os meses.
...decidi que daqui por uns meses viajo até ao Hemisfério Sul.
...senti muitas saudades dos meus amigos.
...contra todas as previsões adoptei uma gata.
...anotei ao pormenor 6 sonhos e tive conversas extraordinárias em torno dos mesmos.
...redescobri que adoro fazer colagens.
...tive um início de ano muito negro e estou a ter um final de ano cinzento clarinho.
...andei com a cabeça muito mais ocupada com o futuro do que com o presente.

8 comentários:

Maria Inês disse...

então que em 2009 haja muito branquinho para a minha Lady!

Maria Inês disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
misskitsch disse...

Tudo somado, foi um ano equilibrado!
E se acaba cinzento clarinho, a coisa só pode "aclarar" no ano que aí vem...


Sem dúvida!

E sim, se é para meter ucranianas em casa... só das feias, senão dá molho!

Maria Eva disse...

Também eu sou muito optimista e tenho sonhos como o teu. E a esperança que um dia se realizem!

Gostei da ideia do balanço anual. Um dia destes também vou fazer a minha lista.

Que 2009 seja bem melhor, a dar para o branquinho :)

medusasss disse...

Ora, ora!

Nada mau! Já o meu ano não pode ser resumido nem sujeito a um balanço tão positivo...

Mas vá, p'rá frente é o caminho!

***

R.L. disse...

adorei o post... isto da vida anda sempre a passear-te entre o preto e o branco. mas faz sentido, sem as duas cores, n viamos o contraste, e éramos cegos das duas maneiras.

*

[A] disse...

com tantos altos e baixos, devemos lamentar pelo cabelo do pai??? ;)

Mak, o Mau disse...

Eu mantive-me constantemente parvo ao longo do ano. Tudo o resto foi cenário para ilustrar a parvoíce...