terça-feira, maio 19

a prenda

Lembro-me perfeitamente,
mentira
Lembro-me mal e porcamente, assim é que é,
de uma noite no Lux há muito, muito tempo. Estávamos eu e o meu bom Mr. M. a dançar na pista de cima, como se fossemos os maiores, a curtir as cervejinhas que seguiam umas atrás das outras (e bolas, foi há tanto tempo que ainda se fumava, bons tempos), quando avisto um rapagão . E que baby que ele era, deixem-me que vos diga. O Mr. M. parece que nessa altura também teve uma boa visão, mas como estava lá ao fundo, para lá do nosso campo de actuação, o pequeno amoreco não faz mais nada e segue, Lux fora, cheiinho de estilo, atira a beata para o chão e esfumou-se no meio das pessoas. Ora eu, ficando ali sozinha, a bater o pezinho, a abanar o rabito (mas não tanto como a Baby Guimarães nos passados Globos de Pechisbeque), tratei de me distrair com o tal rapaz. Acalmem-se. Não vou contar os pormenores escabrosos dessa mítica noite, até porque, um dia destes arranjo um namorado, lover, partner, etc., que pode muito bem vir a ler este blogue sabendo que eu sou eu, e ninguém quer ver corações amolgados, apertadinhos, esfarelados que nem um fígado de galinha muito cozido numa canja, não é? Pois é. Já agora aproveito para mandar grandes beijos na boca ao meu futuro companheiro, seja lá quem fores.
Mas, continuando.
No final da noite, esse tal graúdo, pede-me o número de telemóvel. E eu lá lho dei, pois não haveria de dar, a um moço todo giro e muito bem vestido. Na verdade, trocámos muito poucas palavras e, das que trocámos, foram ainda menos as que ouvi. Disse-me que era designer e gostava de arquitectura e isso foi informação mais que suficiente para rotulá-lo de “cheio de pinta”.
Só que, tudo mudou. Tudo.
Depois de me pedir o número, travamos o seguinte diálogo:

Ele – Vem comigo amanhã.
Eu – Onde?
Ele – À Ovibeja.
Eu (a pensar, ai ai, esta surdez ainda me mata um dia) – Como? A Beja?
Ele – À OVIBEJA.
Eu – Oh. Estás a gozar, não estás? À Ovibeja?
Ele – Sim. Mas como deves calcular não vou lá por causa do gado e dessas cenas.
Eu – Então?
Ele – Vou por causa dos concertos, claro. Os The Gift são cabeça de cartaz! Eles são o máximo. Não gostas?

Estava-lhe a dizer que não, que por acaso até os odiava e mesmo antes de lhe dizer que não me importava que morressem todos, aparece o Mr. M. um bocado torto, com um número de telemóvel escrito ao longo de todo um braço, que me salvou imediatamente, levando-me dali para fora.

Moral da história – não há.

34 comentários:

Tiago Ramos disse...

Eu até gosto dos The Gift.

Lady Oh my Dog! disse...

deixa lá. não há pessoas perfeitas. eu, por exemplo, gosto de Roberto Carlos.

Ruca! disse...

baby guimarães é lindo.

a moral da história é que os gajos mais giros e bem vestidos do lux são na verdade uns camponeses e só ouvem merda.

Golem disse...

Agradece ao Mr.M, se ele não aparecesse o outro ainda te marcava com um ferro em brasa (com um design à maneira) e ala para cima da carrinha de caixa aberta, que se faz tarde...

Piston disse...

Por causa do gado estavam os dois, ali.

Moral da história: também gostas das mamas da Leonor Seixas e isso é um truque baixo.

Maria Inês disse...

compreendo.

Mr. M disse...

Eu sou um rock star neste post! :P

sweetie disse...

LOL gajo em condições é um mito =P

Piston disse...

Este é o chamado post-com-comentários-diagnóstico.

AstroBoy™ disse...

Rock Star com tatuagem temporária!
Well done Mr M!
Nunca me desiludes! (^^,)

MissKitsch disse...

The Gift é nojo. Obrigada por referires esse facto!
A baby guimarães parecia uma chouriça "doirada" com o vestido dos manéis.
O lux é só gajos do merdete!
Espera-se continuação da história. O Mr. M safou-se?



Over and out.

macaca grava-por-cima disse...

Foi assim que nasceu a expressão: "presente envenenado"

;-)

Ana disse...

Manda-me o número desse tal designer cheio de pinta, pois eu também curto The Gift! E às tantas eu também estava lá e não o vi! :(

P.S.: Olá Tiago! :p Beijinhos à (tua) Ana!

Lady Oh my Dog! disse...

Olá fãs desse conjunto musical que eu tanto gosto:

não se apoquetem. Podemo-nos dar na mesma, sem arrelias, é ou não é?

E depois, vejam as coisas pelo lado positivo - o pessoal que gosta dos The Gift, do David Fonseca e etc. etc., terá sempre a vida facilitada. O mundo está formatado para pessoas que gostem desses artistas.

Já nós, os esquisitos, andamos sempre a braços com uma ou outra tristeza porque é dificil encontrar um igual, com quem possamos destilar ódios e partilhar amores (bués de underground) à vontade.

Beijos para todos vós.

(o título deste comentário é "não se ama alguém que não ouve a mesma canção".)

Obrigada.

macaca grava-por-cima disse...

Esqueci-me de dizer que gosto especialmente da moral desta história...

Quanto aos The Gift... acho q este projecto Amália era escusado... Presunção e água benta... and soy on and soy on

macaca grava-por-cima disse...

E já agora a declaração do ano: Eu nunca fui ao lux!

SO WHAT!!!??? (lido ao melhor estilo histérico da Tyra Banks)

Nuno Medon disse...

Olá! A vocalista dos The Gift tem uma voz linda!...contudo, não te condeno até porque gostos não se discutem...Não sou o teu futuro namorado, mas os beijos na boca são bem vindos...lol ( não leves a mal, estou a brincar..aproveitei a tua frase para brincar contigo ). Beijos e uma boa semana!

Piston disse...

Eu só lá entrei uma vez!

Lady Oh my Dog! disse...

piston - 3 comentários
macaca - 3 comentários
lady - 3 comentários

Lady Oh my Dog! disse...

4 COMENTÁRIOS!!! GANHEI!!

(sou tão infantil, credo.)

macaca grava-por-cima disse...

EMPATADAS!!!! :-D

macaca grava-por-cima disse...

Não sabia que havia um limite de comments...


(GANHEI!!!!)

Lady Oh my Dog! disse...

5 COMENTÁRIOS!

Lady Oh my Dog! disse...

6 COMENTÁRIOS!! :D

Lady Oh my Dog! disse...

E AGORA JÁ SÃO 7!

Lady Oh my Dog! disse...

8 COMENTÁRIOS!

Lady Oh my Dog! disse...

PRONTO, SOU MESMO BOA NISTO! E VÃO 9!

Lady Oh my Dog! disse...

GANHEEEEEEEEEEEEEEEEIIIII!

Piston disse...

Estas crianças...

Lady Oh my Dog! disse...

meu deus,
ao que cheguei.
tudo isto para provar que sou boa a comentar e claro, para ver pela primeira vez 30 comentários num post.

vou ali recompor-me. que tristeza.

Piston disse...

Passou-se?

Ana disse...

Lady: Podes gostar e desgostar do que quiseres, se gostassem todos do azul… Blá blá blá. Eu tenho uns gostos muito abrangentes gosto de Gift sim, mas também gosto de tantos outros! Como exemplo, ainda esta segunda-feira fui ver Antony & the Johnsons ao Coliseu. Música é música e desde que encha a nossa alma, não interessa quem canta. ;)

becodosprazeres disse...

oh pá. também quero competição de comentários!!! (sou uma invejosona)

Trindade disse...

Sem entrar no campo The Gift ou não The Gift, chorei de riso com o momento Ovibeja... por favor...