segunda-feira, junho 15

o jude law da minha vida

Estava eu na paragem do autocarro, quando vejo um homem que era tal e qual (juro por Deus, tal-e-qual) o Jude Law a correr na minha direcção, ao fundo da rua.

Por momentos pensei que fossem já lesões cerebrais causadas pela minha incrível e absurda falta de um homem como deve de ser e, se eu não fosse tão acelerada, até podia ter visto aquela miragem em slow motion mas não vi.

Portanto, abeira-se ofegante e vestido assim: calças de ganga a atirar para o formal, t-shirt meio pop-rock, mas depois um blazer todo bom num tronco todo bom que, por sua vez fazia parte de um pack todo bom (credo, ele era mesmo tão tão tão tão tão bom, que eu até tenho vontade de bater com a cabeça na parede para que o gesto faça pendant com esta irracionalidade toda).

Portanto,

Chega-se a mim depois da pequena corrida e abre um sorriso daqueles que vocês sabem como é, uma pessoa fica doida com praticamente trinta dentes perfeitos (isto dos dentes já deve ser patológico) e sai dali um inglês…mas um inglês very british, para me perguntar se eu também falava.

Eu naquela altura até arranhava mongol se fosse preciso, toda eu era comunicação.
Aliás, eu não tinha hipótese de não comunicar (Deus, Deus, Deus, porque me fazes estas coisas?).

E disse-me que tinha acabado de perder a carteira, estava algo desesperado, precisava de regressar ao seu hotel, não tinha um tostão para apanhar um táxi, se eu o podia ajudar, béu béu béu béu béu, e eu,

(coitadinha de mim)

abro a carteira, estendo-lhe uma nota de cinco e ele pega e depois agarra-me a cintura num forte impulso e beija-me como se faz nos filmes e ainda por cima estava a chuviscar.

Pronto, é mentira.

Ele agarrou a nota, disse “thank you so much” com um olhar muito bonito e eu digo-lhe “good luck” também com um olhar muito bonito e ele foi-se embora. Para sempre.

Ai eu.
Sempre a mesma merda.

16 comentários:

Marisa disse...

lol. Tens com cada história... É só rir. E se só tivesses uma nota de 20€?

Beijoca.

Piston disse...

Pela descrição é o cabrão que estava a arrumar carros no Campo Grande.
A mim também me beijou e pediu-me para ir viver com ele/arrotar dinheiro.

Cosmo Girl disse...

Olá!

Bom, eu percebo esse teu frenesim todo, porque a mim já me aconteceu uma coisa bem parecida, mas no meu caso não era uma réplica do Jude Law mas sim do Heath Ledger, o que é ainda mais estranho, uma vez que o Ledger já morreu e, mesmo que ainda estivesse vivo, era praticamente impossível andar a passear calmamente pelas ruas do Porto. :P

Mas Deus que me livre se ele não era mesmo igualzinho ao Ledger.

Enfim, são estes encontros de 3º grau que nos vão fazendo rir :P

Beijinho*

S* disse...

E só por ser um borracho, ficou-te com 5 euros. ahahah

R.L. disse...

devias ter perguntado o q é q ele te dava em troca!

Ruca! disse...

e pq raio veio a correr do fundo da rua até ti?

ou tens cara de madre teresa ou de gaja cheia de dinheiro. só pode...

Angelo disse...

Tu tens com cada história! Mas sendo o Jude Law parece-me muito bem!

Pena não te ter agarrado pela cintura e te ter levado para o hotel com ele!

Poetic GIRL - BELA disse...

Devias te ter oferecido para o acompanhar... lol :)
Não fosse o moço nem saber muito bem onde ficava o hotel e se perder... e não queiramos isso pois não? beijokas

b.vilão disse...

Dear lady,

I´ve got your five euros here. Thanks for saving me. I "scratch" Mongol either.

Sorry, but with your five euros in my hand it was impossible for me to kiss you. It would sounds cheap. Otherwise...

Ana disse...

Jesus Cristinho!!! (como diz uma amiga minha) Só eu é que não tenho a tua sorte! Eu dizia-lhe logo que só lhe dava dinheiro se trocássemos os números de telefone. E depois se desse até lhe fazia de guia turístico da cidade! :p Só a mim é que não me aparecem miragens dessas! Amuei!

Anónimo disse...

Ai tu, miúda!
És sempre a mesma merda.
Fazes-me sempre rir.

sweetie disse...

Ai o Jude Law! Isso é muita coisa! Eu acho que lhe devias ter oferecido a tua casa.. só pra ele ver como as portuguesas são hospitaleiras =P

Golem disse...

E ele agradeceu... Mal ele sabia que os 5 euros eram dele. Surrupiaste-lhe a carteira só para ele vir ter contigo com aquela cara de cão abandonado...

Clara disse...

mas tu agarrávazi-o, mulher! o facto de não o teres prendido por um braço, levá-lo para casa e prende-lo à cama é uma ofensa a toda a mulherada deste país. as verdades são para ser ditas.

Celeste disse...

Pensa... como tens a certeza que ele tinha TODOS os 30 dentes, hein?

Ah pois é!

:)

Beiji**

Anónimo disse...

foda-se, deixaste o ir embora caralho? eu ia atras dele