quinta-feira, novembro 5

precisa-se empregada doméstica para estágio não remunerado

A casa é pequena mas eu desarrumo-a com facilidade e embora não esteja a fazer quimioterapia, o meu cabelo cai que é uma beleza pelo que o aspirador tem serviço diário, pode aprender a usar o aparelho que disponibilizo (bem como os respectivos sacos, tudo por conta da entidade que sou eu). É um aparelho amarelo da Indesit, espectacular, funciona em várias velocidades, com um poder de sucção eficaz e várias peças para adaptar consoante a necessidade.

A minha roupa ultimamente anda aos montes pelas cadeiras e pelos móveis, há imensos cabides vazios, tenho uma tábua de passar a ferro por estrear mas terá de trazer o seu próprio equipamento de engomar que eu nunca tive.

Há loiça por lavar, com vários graus de ressequimento, que se acumula de pequeno-almoço para pequeno-almoço. Luvas e detergente com aloé vera é por conta da casa.

Os lençóis devem ser mudados todas as semanas, tolhas sempre limpas no toalheiro e os tapetes gosto deles num mimo. Não se importe se a vizinha de baixo resmungar quando os sacudir à janela, eu própria não lhe ligo nada.

O meu sonho é ter a casa sempre muito aprumadinha, mas eu não sou capaz e adoro jantar no sofá (ainda por cima). Os sapatos e o roupeiro se tivesse organizado ajudava-me imenso e eu assim sempre evitava a aquela fúria matinal que tanto mal me faz à pele (e sempre são uns trocos que às tantas poupava em antioxidantes e que nunca se sabe se findo um ano de estágio, não reverteriam a seu favor).

Para já não tenho qualquer euro para lhe pagar, ando a gastar tudo em perfumes e refeições fora, mas isso é o menos. Sou simpática e afável e se tiver filhos não me importo de lhe ceder os brinquedos da gata que me abandonou, que esses ainda andam a rebolar pelo chão.

A vida custa a todos e imagine a minha – ando a trabalhar umas 12 horas por dia, fora as horas em que não estou a fazer nada mas que estou ocupada a pensar no que tenho para fazer.

Acrescento ainda que tenho um rádio a pilhas, muito bom e à prova de água, o que dará imenso jeito quando estiver a remover as manchas de humidade entre os espacinhos dos azulejos do poliban.

Não imagina como sou bonita e repare – não seria uma honra servir-me? Podia até dizer que somos grandes amigas e no natal trocaríamos presentes.

Mande a sua candidatura ainda hoje!

11 comentários:

Inês disse...

Se te sobrarem candidaturas, eu posso ficar com elas, sim? Acrescento ainda que é um modesto T1 mas com vista para o mar. O que mais pode querer uma empregada doméstica? E a chata da dona da casa (eu) nunca se vai cruzar com ela porque trabalha demasiadas horas... Só vantagens...

Cate disse...

Genial.

Rita Maria disse...

Se te enviarem candidaturas interessadas num estágio internacional, eu moro na cidade mais cosmopolita e barata que há. E as vizinhas de cime têm um quarto livre, ouvi dizer!

Frutinha disse...

LooooL
Não deixa de ser original|| Who knows :D

Dina disse...

Dos melhores posts que já li até hoje! Descobri o teu blog por acaso mas voltarei ;)

provocação disse...

Porra que até fiquei com vontade de ir fazer umas horinhas a dias :p

Ah e cozinho. Bem.

Mak, o Mau disse...

E se ela não souber ler, ainda te arriscas a que te acusem de falta de caracteres, com uma proposta assim...

Miss Complicações disse...

Já que sou sopeira e de sopeira não passo, dou ai um saltinho.
Aviso já que quero subsídio de alimentação, férias e 13º mês.
Despesas de manutenção das unhas por dona da Patroa.
Limpo só o que é visível a olho nu, porque quem não vê não sente.
Não posso fazer esforços, logo, nada de andar a retirar os bibelôs das prateleiras. Acha mesmo que alguém vai olhar para os pratinhos que tem alinhados, nos suportes? Penso que não!
Gostaria de dizer que sou um bocadinho distraída e que, eventualmente, poderá ocorrer um acidente com as suas bonequinhas com cara de porcelana que ficam tão bem em cima do sofá.
Já agora reparei que a terrina que está no centro da mesa em forma de couve bem ao lindo estilo de Bordalo Pinheiro, está rachada. Não fui eu! Depois não me venha descontar no ordenado!
Já sabe que o ordenado é para ser actualizado todos os anos.
Seja uma boa patroa e nas folgas que me vai dar ainda lhe faço uns naperons bonitos para substituir os da sua mesinha de cabeceira que estão amarelados. Deviam ser da avozinha!!

Podemos assinar o contrato e assinar o seguro de saúde?

Anestesiado disse...

Poderia eventualmente pensar no teu caso se estiveres a pensar pagar em géneros...depois os géneros poderíamos discuti-los em privado...

:P

Excelente post...

whateverworks disse...

Boa tarde,

gostaria de a congratular pelo merecido consenso que apresenta na chamada "blogosfera".

Tropecei no seu blog, depois de ter tropeçado em tantos outros, mas este deixou "cicatriz". Rendo-me à sua escrita, sincera, bem humorada, disponivel.

Um manjar para os olhos e para a alma, parabéns pelo belíssimo, elegante e bem disposto blog que assina.

Marcia Parassol disse...

Não remunerado? Hum...assim não pode ser!
Sou exímia, caprichosa e cobro 6,50€ a hora + o passe.
Que tal? Rrss...