quarta-feira, novembro 25

queria apontar isto num lugar onde não me esquecesse

A ONG que faz falta: recolher tudo o que é desperdício de supermercado, bolos que não se venderam no dia, embalagens com mossas que não fazem mossa, os ferrero rocher no verão, os iogurtes cujo prazo acabou (mas que toda a gente sabe que ainda se comem 15 dias depois, eu própria já mandei um bem bom passado um mês), e distribuir pela malta que não tendo pão comeria brioches.


Isto existe cá ou ainda é trabalho por fazer?

11 comentários:

3Picuinhas disse...

:) o Banco Alimentar já faz isso...há alguns anos

Lady Oh my Dog! disse...

o Banco Alimentar não recolhe desperdícios, recolhe excedentes e ofertas.

Os produtos que são considerados impróprios para consumo (e mtas vezes não estão) são destruídos ou vão para a lixeira.

Rachelet disse...

Há tempos vi até uma reportagem em como algumas cadeias de supers e hipers deitam lixívia nos contentores para onde vão esses produtos já mesmo para dissuadir os sem-abrigo que lá vão à cata de comida.

I. disse...

Que eu saiba, o único supermercado que dá os produtos do dia ou com prazo quase a expirar é o minipreço. Pelo menos, faziam isso, aqui há uns dois anos.
Os outros deitam fora e inutilizam, nem os empregados podem levar a comida para casa.

Ruca! disse...

mais que um ong, deveria sair era uma lei que proibisse e penalizasse com multas avultadas e até encarceramento em prisões turcas, quem deitasse fora comida em bom estado, nomeadamente supermercados, restaurantes e etcs.
isso é que era.

Laidita disse...

Tou com a/o Ruca! Era uma óptima ideia para acabar com a fome!

3Picuinhas disse...

Desculpa insistir mas o banco Alimentar recolhe os excedentes dde algumas cadeias de supermercado -- noemadamente produtos que acabarm de entrar no fim de prazo -- bem como excendes de produção da comunidade europeia -- arroz, massas, etc.
Não sei realmente se o faz com todas as cadeias de supermercado

Poupinhas disse...

Isso sim seria muito interessante de se fazer. Numa latura em que trabalhei num restaurante, ao fim do dia deitavam a sopa pelo esgoto abaixo, inocente perguntei porque rejeitavam dá-la ao sem-abrigo que todas as noites batia á porta, disseram-me que se o fizesse ele não os largava. foi muito incenssivel da parte deles, porque mesmo obtendo sempre nega o sem-abrigo passava sempre lá na esperança de lhe darem algo. Muitas vezes preferem deitar fora do que dar aos pobres. queria ver se gostavam de um dia sequer não terem dinheiro para comer e ninguém os ajudar. Enfim.. procedimentos da sociedade!
KissKiss

Lady Oh my Dog! disse...

3Picuinhas,

ah bom, pensava que não o fazíam de todo.

fantástico seria a Lei de Ruca.

Coisas de Xicas disse...

a associação Vida e Paz recebe produtos de supermercados (e se não estou em erro o continente tambem dava) e depois distribui aos sem abrigos, em campanhas à noite, preconizadas por voluntários...

xica nica

Felipe disse...

Ruca, pelo contrario, se os supermercados o fazem é porque sao obrigados a fazê-lo por lei. A lei impoe que se destrua a comida fora do prazo, mesmo se for, como toda a gente sabe, prazos 'comerciais'. Que se destrua a comida em desacordo com as especificacoes da ué, mesmo que, por exemplo, a mesma comida seja comercializada em todo o mundo, incluindo os staites unaites.

E isto tem algum fundamento teorico que passa pela interferência com o mercado local, desenvolvimento insustentado, whatever... No fundo trata-se de uma combinaçao de falta de criatividade com falta de vontade, mas arraçado, naturalmente, com o interesse subjacente de alguns. Ah! e a parvoice de muitos, quase me esquecia!

Se eu te dissesse por exemplo as toneladas de comida (em estado perfeito) que as nacoes unidas destroem e mandam destruir em paises onde se passa fome aos milhoes (incluindo por exemplo na regiao do Darfur), nao m'acreditavas...