segunda-feira, dezembro 21

dias 24 e 25: as cenas do costume

- conto aproximar-me da minha progenitora e relembrá-la que “Tens uma filha que é um encanto, não anda metida na droga nem nada, já viste o Natal triste que poderia ser? Eu sem dentes, sem equilíbrio, a roubar-te as pratas da casa, a bater no meu irmão que com pena de mim não me devolveria os pontapés…” (costumo desenvolver estas ideias até ao “CALA-TE! ESTÁS A ENERVAR-ME!);

- conto oferecer as massagens mais interesseiras às costas do meu pai: “Já viste a rica filha que tu tens? Podias ter perdido esta filha para a droga, mas não, tenho uma vida tão organizadinha, nunca chumbei na faculdade, não sou como esses indecisos falhados que mudam de curso já a meio e sempre fui tão poupadinha não fui? A minha casa está a ficar linda…só estou a precisar de comprar um sofá….”

- e continuarei a ronda com um: “Olá Avó!! É a sua neta! A MAIS VELHA! AQUELA QUE A AVÓ GOSTA MAIS!!” (nesta altura tenho de me afastar rapidamente para não levar na cara e não me estourarem os ouvidos com o “CALA-TE PARVA! ESTOU BEM MELHOR QUE TU!”;

- e o meu irmão merecerá para sempre o eterno clássico “Ambrósio…apetecia-me algo bom…já sei! Um Ferrero Rocher. Rápido. E dos teus, que os meus são para um projecto que tenho em mãos chamado “Reciclagem de Presentes”. Vá, andor violeta!

7 comentários:

Frutinha disse...

Essas cenas parecem-me muito boa onda......

Mak, o Mau disse...

Tratar um irmão por violeta é que me parece assaz problemático.

Jibóia Cega disse...

Então e qual é afinal o pedido à avó? :)

Notacandygirl disse...

ai eu nem peço nada, so queria umas galochas :( mas isso é tambem pq ainda n tnh casa para decorar :((

Maria Inês disse...

ahahaah! muito bom!

amribeiror disse...

Unusual You. Adoro o teu Natal :p

Madame Frufru disse...

Lindo!!! Acho que acordei toda a gente com uma bela gargalhada. Reciclagem de presentes. Tão bom.

Parabéns. Vim cuscar e fiquei fã