segunda-feira, março 22

como fragilizar e manipular um progenitor

Mãe telefona para a minha residência oficial:

- Então filha? Onde é que tu estás? (clássico…)

- Mãe, vamos respirar fundo e pensar um bocadinho. Telefonaste para um 21… Tu chegas lá…

- Ah!... Oh. Parva! (risinhos nervosos de quem está a pensar “a minha avó morreu cheiinha de Alzheimer até aos dentes”)

- Mãe, eu aceito-te tal como és. Só para te ajudar – estás a falar com a tua filha favorita, a mais velha…aquela bebé perfeita que tiveste quatro anos antes do acidente a que vocês gostam de chamar “o teu irmão”…o tal que me roubou os mimos, a quem tinha de roubar os biberões para me safar da má nutrição…a quem passaram a dar todos os brinquedos… Ainda estão a tempo de me compensar. Nestas coisas, mãe, basta querer…

7 comentários:

A Madeirense disse...

A isso se chama mandar uma indirecta muito directamente !

Corset disse...

ahahhhaha muito bom :P

Zaahirah disse...

LOOOOOOOL

Lidno!!! xD

AP disse...

LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL :)

LillyMineth disse...

Meu Deus! És assim tão má?
Sabes, linda, passei para te cumprimentar e vi isto, mas foi desabafo, não foi?
Estou de férias de 15 dias e vim logo cumprimentar-te. Sabes que tenho pensado muito em ti? Ainda não me disseste a cor dos teus bonitos olhos.
Beijinho doce, bela.

SillyTalk disse...

Sofro do mesmo síndroma "Mimo extra dos pais para os irmãos".

Meio Cheio disse...

Brilhante discurso telefonico...parece-me familiar diria até...xD
Boa semaninha*