quarta-feira, outubro 13

mantendo a motivação na sua equipa em 5 passos – seja empreendedor e um líder de sucesso

1. os seus colaboradores serão mais eficazes se todas as suas manhãs forem particularmente difíceis. Tente encontrar motivos para conflitos severos, de preferência, antes do horário de entrada ao serviço. Use e abuse do telemóvel. Uma sms que lance o caos, recebida logo após o banho matinal ou aplicação do creme hidratante, costuma surtir o efeito desejado.

2. os seus colaboradores sentir-se-ão motivados se receberem confusas directrizes de trabalho. Opte pelo envio sistemático de e-mails, confusos, numa linguagem pouco clara e/ou agressiva. A dúvida e a angústia sempre foram grandes aliados da produtividade. Pontua excessivamente os referidos e-mails, abuse do ponto de exclamação em particular.

3. mantenha nos seus colaboradores a sensação de que o despedimento compulsivo pode acontecer a qualquer momento. Este ponto requer um trabalho diário. Sujeite os seus colaboradores a esquizofrénicas alterações de humor, dê-lhe a entender que não é indispensável nem insubstituível na empresa. Se quer ser um verdadeiro e grandioso director de equipas não lhes dê a entender. Diga-o directamente.

4. estimule ódios e desavenças interpessoais no seu grupo de trabalho. Se não encontrar nenhum motivo válido para tal, opte por omitir ou inventar factos estratégicos que cortem de raiz sintomas de inter-ajuda ou trabalho conjunto. Lembre-se que o incómodo permanente sempre significou competitividade.

5. sublinhe com frequência os deveres dos seus colaboradores e faça-o acreditar que está a incumpri-los. Todos ou quase todos. Refira percentagens. 90 % costuma ser um bom número. Abuse de um discurso manipulador em conjunto com o 3º ponto. Se estiver a lidar com uma pessoa fragilizada ou num determinado ponto do seu ciclo menstrual, encontrou as circunstâncias ideais para lhe falar da situação económica actual e os dados estatísticos referentes ao desemprego em Portugal.

Aplique com rigor todas estas regras sem qualquer preocupação por possíveis danos na auto-estima ou estrutura mental dos trabalhadores que tem ao seu cuidado. Tenha em mente o exemplo da France Telecom e nunca se esqueça que não há má publicidade.

21 comentários:

Anónimo disse...

bem, pelos vistos trabalho na melhor empresa do mundo! ;p

Mak, o Mau disse...

Epá o Google Translate não tem empresariês, por isso isto é mandarim para mim.

kiss me disse...

Lady.... és o meu chefe?

krasiva disse...

os princípios básicos...não falhou nenhum. há quem saiba mesmo fazer as coisas

provocação disse...

Na pior das hipóteses dá-se suicidios uns a seguir aos outros, na melhor alguém se lembra que um homicídio pode salvar a vidinha a alguns.
*Vi numa série que injectar ar na carótida faz uma morte santa e a parecer enfarte. Não dispensa a consulta de médico ou entendido.

afectado disse...

muito bom, adorei este texto!
o pior é rever os meus patrões em todos os pontos. não há excepção, cumprem os 5. estão no bom caminho.



PS: "roubei" uma parte do post.

Lady Me disse...

Muito bom mesmo!

Tulipa disse...

Ao ler o post pensei que estivesses a falar do meu local de trabalho, ao ver os comentários anteriores senti-me acompanhada...é o que temos.

Loira disse...

O meu chefe faz isso com muita mestria!!
Aliás já me avisou, se precisares de ser operada ou ficares doente vais dar o teu lugar a outro.

São as alegrias no trabalho....

clara disse...

ahhh... então foi isto que o meu chefe andou a ler.

Anónimo disse...

*cough* Líder!*cough*
Ai!, que eu já rio até às lágrimas.

Cara Lady, já ouviu falar num curso em Oxford que se destina a formar futuros líderes?! Mande-os lá para a escolinha tal e tal, e aproveite umas merecidas férias trabalhando.

Anónimo disse...

E digo mais:

"We don't need no education
We don't need no thought control
No dark sarcasm in the classroom
Teachers leave them kids alone
Hey teacher leave them kids alone
All in all it's just another brick in the wall
All in all you're just another brick in the wall" -pink floyd

Emma Bovary disse...

Não vou dizer nada de novo mas descreveste o meu trabalho...

Daniela disse...

Credo... parece uma pessoa para a qual trabalhei... nem é bom recordar!

Biatch disse...

Ah! Afinal as directrizes bipolares têm uma razão de ser. O restos dos pontos, apesar de iluminadores, não explicam a necessidade que a minha chefe tem de me informar quando compra umas calças tamanho 34 ou, quando usa saltos mais altos que os meus, que está mais alta que eu.

Anónimo disse...

Mas este é, ponto-por-ponto, o manual seguido escrupolosamente pela minha ex-patroa.
Por isso, um dia foi dia e despedi-me (em plena crise)e aventurei-me sozinha. Agora nunca sei como é que a minha conta bancária vai chegar ao fim do mês mas sou muito mais feliz e, apesar de tudo, também não me posso queixar dos rendimentos, pelo que só posso concluir que os meus níveis de produtividade aumentaram.

Cate disse...

isto é-me tão familiar.

Prezado disse...

parece que trabalhámos todos no mesmo sitio, porra.

Anónimo disse...

Mas?!?!?! Trabalhas aqui na empresa?!?!?!?!
Ana

Anónimo disse...

Agora a sério: deixei de ouvir os comentários sobre a precaridade do meu emprego no dia em que acordei mais para a esquerda do que para a direita e disse ao chefe "olha, sinceramente estou farta desta conversa! tens o meu lugar à disposição que já não estou para te aturar! Vaoms já ali ao lado, ao gabinete do administrador, para oficializar a coisa ou es+eras pela minha carta?..." Respondeu-me que eu estava muito exaltada, precisava de me acalmar. Quando lhe disse que estava mais serena do que nunca e que não tinha nada que me acalmar, tinha era de transmitir a minha saída à administração, aconselhou-me a voltar para o lugar, que não valia a pena discutirmos. Nunca mais voltou a mencionar o assunto... Ajuda eu ser mulher e ele ser homem. Ficou a saber que sou tão ou mais desequilibrada do que ele...Ana

Anónimo disse...

Eu tenho um chefe desses :\
É so motivação na empresa...wowww

Cristina