quarta-feira, março 23

açúcar

O poliamor é dos maiores enganos que se lembraram de inventar. Aposto o meu macbook que foi um grupo de pseudo hippies com uma grande pedra e tusa, constrangimentos e uma ou outra questão à volta da fidelidade ou coisa que o valha e puff, fez-se chocapic ou poliamor, como lhe queiram chamar. Esse embrulho de restos de lãs, inútil mas muito fofinho como qualquer caminho fácil. Cheira-me a esturro o “olha filho”, (ou “olha minha jóia” ou “olha minha riqueza”) amo-te muito e tanto que podes foder com quem quiseres e eu também. E eu percebo que ames a Joana, a Raquel e o Manuel pois eu também estou caidinha pelo Igor, pela Rita e pelo Manuel (esse mesmo que estás a pensar).

Gostar apaixonadamente de uma pessoa é comer uma fatia de bolo brigadeiro muito húmido depois de um mês a dieta de Atkins – uma pessoa sabe que quer e precisa daquela fatia toda e se calhar ainda mais um bocadinho, chutar todo o açúcar daquilo e ai se voa sobre o prato um garfo ameaçador a querer beliscar, que nervos.

Poliamor é um quarto de uma garrafa de água das pedras fresquinha, às sete da manhã no Cais do Sodré depois de dançar cinco horas e beber muito álcool, a dividir por todos. Ninguém no seu perfeito juízo fica muito contente. E mesmo sem juízo nenhum, como seria provável no contexto descrito.


.
.
.
Nota-se muito que estou de dieta?

19 comentários:

o mesmo de sempre. disse...

é ridiculo isso do poliamor, nao que nunca tenha existido, mas era menos efémero, o pacto assumido é que torna a plasticidade do momento e das relações mais evidentes.
com esta merda de tempos(sim é um desabafo de barriga cheia), onde fuder por fuder nao faz mal, a mim já me fartou, e ainda que sempre tivesse havido, o eyes wide shut é que devia fazer sentido existir para nos explicar. e nao que seja assumido.
nao é assumir a hipocrisia,mas o facilitismo de olharmos para o nosso umbigo sem vermos o algo maior.
fodasse.

Anónimo disse...

Tanta coisa a dizer. Mas só o anonimato diz metade. Ou melhor, um terço.

mo disse...

word.

macaca disse...

os erros ortográficos provocam-me choques eléctricos no cérebro.

Anónimo disse...

erros ortográficos? quais?

Petra Pink disse...

Fantástico o que escreveste.
Sim isso do poliamor, é coisinha de quem nunca amou, ou então nunca teve a sorte de ser amado e viver um amor.
Não isso é uma bela treta misturada com superficialidade.

earlymorningtalk disse...

subscrevo.
é que um quarto de garrafa de pedras não chega para ninguém ;)

Anónimo disse...

mau! isso quer dizer que se um dia fôr a Lisboa, não te posso saltar p'ra cueca? tantos sonhos desfeitos...

g.

Herético disse...

Tavlez se recorra ao poliamor para não haver probabilidade de se sair magoado, já que é um amor plástico, efémero e que não nos deixa apegar e entregar totalmente a certa pessoa.

mcnulty disse...

mais poliamor, menos dieta?
não?
lol

cada um tem que procurar a "receita" à sua medida...

DeepGirl disse...

O outro também me disse assim...

"Gosto de ti, mas para ter a certeza, tenho de comer outras gajas" LOL

Kitty * disse...

Somos todos "poliamorosos", em maior ou menos grau... Nem que seja em pensamento.

Meio Palmo disse...

O poliamor é uma treta que só serve para gente frustrada e que não sabe o que é verdadeiramente bom...

Choque Rosa disse...

http://choquesrosas.blogspot.com/

provocação disse...

Pá, eu não sou totalmente a favor, mas não sou totalmente contra... não sei se é mais amor por se estar ali em exclusivo ou se o é sabendo que pode ir que depois voltará.
Não suportando a mentira prefiro dar liberdade e ser recompensada com a tranquilidade da verdade. O amor é mais que um corpo.

MrAmribeiror disse...

ah ganda Lady! É isso e é começar uma relação pela foda, sem antes saber se a pessoa tem chatos ou não.

Intrujice.

Sadeek disse...

O Manuel é o Goucha??

LM disse...

http://www.youtube.com/watch?v=3FckpTRKAg4

Tire-se alcool e substitua-se por "falta de serotonina" e troque-se o "rapaz" pela "rapariga".

A cantar portanto "Ai, o que a falta de serotonina faz, o que a falta de serotonina faz, a esta pobre rapariga..."
;)

Alexa disse...

Adoro o teu blog! Tenho que dizê-lo....
Continua, continua... nunca páres!
Já agora, em relação ao teu post, tenho inúmeros comentários a fazer... Aliás, tenho um blog inteiro sobre isso :)
Se quiseres dar uma espreitadela: http://andgodcreatedtheblackdress.blogspot.com/