terça-feira, março 22

não quero nem consigo de outra maneira

continuarei a fazer piadas sobre doenças, morte, desespero, vícios, dor, miséria e outros horrores. sejam meus ou dos outros.
se levar a vida (e as suas tragédias) demasiado a sério fico maluquinha, estamos entendidos?
escusam de mandar e-mails a exigir (!) que eu retire o que disse ou que me mostre ao menos (!!) arrependida.
e para a cambada de imbecis que confunde humor com falta de sensibilidade ou solidariedade vai daqui um grande dedo do meio esticadinho.

33 comentários:

Vegan Wolf disse...

e vão dois dedos então.

Eu sou assim e assim sou eu disse...

Exigir!?
No teu próprio blog!?

não gostam!? Comam só as batatas!!!
obrigas alguém a ler o que escreves?

Anónimo disse...

uhuuu pancadaria! yeaahh! vá suas porcas, quero ver gajas no meio da lama a puxar cabelos! yyyyii-aaaahh!


g.

Maria Papoila disse...

ah, lady. há gente tão cepa por esse mundo fora...

AstroBoy™ disse...

E à Cristina Silva um daqueles pauzinhos que brilham no escuro enfiado no rabinho para ver se ela passa a gostar mais dos fluores. 'Self righteous'inha da merda.

Clara disse...

havia um genial (e muito criticado, claro) comediante americano que dizia que só se devia fazer humor com coisas más. é que o humor sobre coisas boas é inócuo. há quem ainda não tenha percebido que o humor é uma maneira de pensar sobre as coisas. e, como tu dizes, de não se dar em maluco com as tragédias da vida. para os japoneses - desejo a maior coragem. para a tua piada - ah ah ah!

May disse...

Vá, life goes on!
Não me digas que estavas à espera que ninguém dissesse nada! As opiniões também são para ser dadas.
Não penses mais nisso e continua ;)

J. disse...

Oh lady, por aqui continuo sem compreender as pessoas que lêem blogs e os criticam, como se fossem obrigados a tal.
É uma pena que exista uma consciência qualquer quase generalizada de ler o que não se gosta e enviar comentários críticos. Temos muitas situações de come-e-cala pela vida. A leitura de blogs não é uma dessas. Não gosta, não lê. Retire da lista de leitura. E dos favoritos. Salte fora da lista de seguidores. The end.
Poupem-nos aos três e quatro comentários com lições de moral. Gastem o tempo em acções de voluntariado, caso acreditem que o mundo tem que ser compensado por um post que acreditam de mau gosto.
E já agora... procurem no dicionário a palavra humor.

Mulherómem disse...

É caso para dizer: vão pregar para o desastre ao lado.

Lady Oh my Dog! disse...

Astro Boy,

és um homem inteligente. suponho que já deves ter reflectido melhor no que disseste...

me disse...

nunca comentei aqui nada (sim, sou só mirone)... queria ter comentado o post anterior, mas depois vi este e a alusão a esse dedo esticadinho fez-me esquecer do que queria dizer.
sei que esse dedo não se aplicaria amim neste contexto, mas tenho sentimentos ambíguos sobre isso.

grato pela atenção.

Anónimo disse...

pode ser que qd for contigo e com os teus tenhas menos vontade de fazer piadinhas

AstroBoy™ disse...

Lady Oh My Dog!

É verdade que sou e é verdade que refleti...

E repito: pauzinho fluor no rabiosque da menina.

Cristina Silva disse...

AstroBoy,

Até podes ser um homem inteligente, mas és certamente um ordinário. Como não sou do teu nível, não te devolvo o presente, apesar de suspeitar que deverias gostar muito, verdade?

Muito obrigada. Agora vou ali atirar-me pela janela, com o desgosto que o Astroboy me provocou...

moça disse...

por acaso achei o outro post de grande utilidade; além do momento de humor, fiquei a saber pelos comentário que o meu toyota pode estar a desintegrar-se lá na tuga neste preciso momento... e agora vou ali abastecer-me de todas as peças que ainda conseguir encontrar no mercado. isto é serviço público!
obrigada, lady!

The Schnoof disse...

troca-se japoneses mortos pela vida dessas pessoas que não tem mais nada p fazer na vida

Salvador disse...

Uma boa tarde ))

O sarcasmo e o humor negro não reflectem necessariamente insensibilidade ou indeferença por parte de quem o utiliza.
Pena ser tão mal interpretado por vezes...

Anónimo disse...

então? só isto? não há sangue? não há vísceras?! a moça estica-vos assim o penetrador e ficam-se? bah... vou ali ver um bocadinho de sumo na tv...


g.

Anónimo disse...

AstroBoy,
tu és a Gisela desta história.
A Cristininha diz: "não bou descer ao níbel dela"!
Ou seja, you win!!

P.S.- para aqueles que ainda não repararam a Lady farta-se de satirizar os seus próprios problemas. Não consigo perceber esses corações quebrados de desilusão inesperada!!

La Boheme disse...

E que atire a primeira pedra (bem já atiraram) quem nunca fez uma piada sobre algo de muito mau. Eu pessoalmente não sou de todo insensível a este tipo de tragédias ou outras e dou por mim muitas vezes a utilizar o humor, negro mas humor na mesma. Há que não levar as coisas tão a peito, é im blog não é a rtp...

PinkEmotions disse...

Nem mais! Aliás, o blog é teu, dizes o que quiseres ;)

Lucky disse...

Ai que andamos muito sensíveis! Lady, will you marry me? Sei que não sou um homem, mas como só tenho um ovário talvez a coisa passe ao lado, não?

Ruca! disse...

ahahahahah foda-se o que eu andei a perder.

Cristina Silva disse...

Caro AstroBoy:

Agradeço que em vez do pauzinho, me facultes umas bolas tailandesas, em tons fluor, claro. Pode ser?

AstroBoy™ disse...

Cristina, you had me at ordinário. Agora serei teu para sempre.

Fofocas disse...

é por isso que és a maior, cambada de falsos moralistas

Anónimo disse...

É ASSIM MESMO!

Tolan disse...

Eles já eram amarelos, agora com Fukushima vão brilhar no escuro também :( vai ser os fantasminhas da matutano all over again :(

Anónimo disse...

epa, lindo tolan, realmente tens muito jeito para a coisa.

Missy C. disse...

é isso tudo, lady ! (;

aproveita e diz-lhes que já houve centenas de réplicas do sismo do Japão...mas para os sensíveizinhos não se preocuparem! Nenhum deles foi muito forte...era todos made in China (;

Tolan disse...

Se stressaram com aquele teu post, espero que nunca vejam o meu de hoje...

Anónimo disse...

tu gostas é de um bom escandalo.
falem bem ou mal desde que falem de mim nao é? x)

aline

Lugh disse...

Grande expressão... o dedo do meio esticadinho!