sexta-feira, dezembro 30

o reveillon vai ser tão especial e o meu 2012 muito melhor que o vosso

comprei umas cuecas azuis. e vermelhas.
e rosa e brancas e roxas e amarelas e laranja.
já não tenho a dúvida "que cor escolher?" a atormentar-me mas pergunto-me se a ordem com que as devo vestir fará diferença. quanto mais perto da
do

a cueca em maior proximidade do corpo surte com mais eficácia o pretendido?
quem me dera, por uma vez na vida, começar o ano sem inquietações.

quarta-feira, dezembro 28

adeus juventude

Tenho um amigo que quando se lhe entra recomendar qualquer coisa fá-lo entusiástica e insistentemente. O meu amigo vive actualmente para a série Breaking Bed e iniciou para comigo uma forte campanha de promoção da série, intervalando sistematicamente as nossas profícuas conversas com esse tema. A sua falta de noção é tanta que depois de lhe desabafar quase em choro um desaire amoroso “e eu sou muito complicada, mas ele também é, como poderei resolver as minhas questões mesquinhas, esta angústia não me larga, que tormento, a dor não me deixa dormir, estou quase a passar para o lado de lá” recebi de volta “olha, deixa-me só perguntar uma coisa: já começaste a ver o Breaking Bad?”

Esta situação foi atingindo limites pouco razoáveis, a inbox foi-se enchendo com e-mails cujo subject é “links para download de Breaking Bad” até que fui confrontada com ameaças muito adultas que atingiram o “não volto a falar contigo enquanto não vires pelo menos um episódio do Breaking Bad".

Um dia destes, algo moída por ter uma amizade tão compreenssiva, cedi a googlar a primeira temporada. Vi um episódio, achei nojento. Vi outro e perguntei-me porque raio ele gostava assim taaanto daquilo. Vi outro ao mesmo tempo que convenci uma amiga a ver comigo pois era um bocado incompreensível que fosse tão espectacular. Pus em causa o meu refinado gosto e cheguei a equacionar possíveis limitações que não me deixassem ver qualquer coisa menos óbvia. Mas a verdade é que quando chegamos ao fim da primeira temporada estávamos já muito curiosas e surpreendidas por nos termos envolvido tanto. Telefonei ao meu amigo:

- O dia que tanto aguardavas chegou. Estou agradecia por me teres chateado.
- Ãhn?
- Estou a adorar Walking Dead!
- Não estou a perceber.
- Então não me andaste a foder a cabeça para ver o Walking Dead? Estou a dizer-te que gosto muito!
- (silêncio)
- estás a ouvir?
- (suspiro) Quando vires o Breaking Bad liga-me. bip bip bip bip

2011 foi o ano em que entendi o que é a velhice.

sexta-feira, dezembro 23

passatempo tangle teezer! - and the winner is...

Carolina G.

A concorrente alcançou a vitória com esta mimosa participação:

"Eu preciso da Tangle Teezer porque

Com este ninho de ratos
Não consigo, não posso mais!
Esta gadelha parece trapos
Todos os dias é só AIS!

Adoro o cabelo comprido
E gosto de cuidar do meu
Mas assim eu não consigo
Estou prestes a mandá-lo para o céu!

Com uma tesoura comprida
Esta trunfa eu vou cortar!
Dai-me um sinal na vida
Para o cabelo eu não rapar!

Passei no Oh My Dog,
E houve uma luz que se deu!
Ai que lindo é este Blog
Chegou o sinal do céu!

Uma Tangle Teezer eu vi
Tão fofinha que ela é!
Nunca mais me esqueci!
Até pôs o meu humor de pé!

Eu vou ter de conseguir
Ficar com uma Tangle 'pra mim
Ó Lady, por favor manda-a vir!
E a minha peruca será salva assim!"

Obrigada a todos os participantes e simpatizantes deste evento.
Um bem-haja.

ps- Carolina, amanda-me a tua morada.

quinta-feira, dezembro 22

aloha

estou viva mas ando muito nervosa com a quantidade de estafermos aos balcões dos embrulhos sem brio nenhum.
é com muita inquietação que me vejo obrigada a morder as mãos, ansiosa por ajudar a dobrar o papel ou a esticar fita cola.

tenho optado por beber extracto de camomila (cinco saquetas de chá em vez de uma) e sonhar em passar o ano numa pequena casinha com lareira e tv cabo para ver a casa dos segredos. Se alguém tiver qualquer coisa a declarar nesta matéria - informações, preços, votos de boa-sorte - eu fico um chuchu de tão agradecida.

sábado, dezembro 3

passatempo tangle teezer!

E agora, um post de gaja:

Apesar de ser uma pessoa optimista até ao ridículo, há coisas em que me custa a acreditar como o benefício do leite nos kinder bueno. Ultimamente andava bastante atenta ao milagre Tangle Teezer que pululava pela net e revistas da especialidade, a que fui especialmente sensível pois possuo apenas cerca de quarenta e três fios de cabelo que me calharam ser muito finos, quebradiços e baços. Agora que têm na vossa cabeça essa minha imagem de monstrinho com uma massa capilar rarefeita, estou significativamente mais confortável. Prossigamos.

Escovar o cabelo sempre foi uma tortura, não só devido à dores fininhas do desemaranhar da espécie de rasta única com que fico depois do banho mas sobretudo porque a escova ficava sempre com uma percentagem significativa dos meus preciosos fios. Por isso só escovava os cabelos no meu aniversário, usando no resto do ano um pente com quatro dentes. O que também não é solução.

Então, com algum cepticismo lá enfiei aquilo que não passa de um objecto de plástico no cabelo e dei logo três pulinhos histéricos (como só qualquer gaja feliz sabe fazer). Garanto-vos que isto vai melhorar a vossa rotina beauté. A escova desliza como manteiga em dias de canícula, separa tudinho e não dói nada. Ou seja, cumpre o que promete.
a própria da Tangle Teezer  


eu a pentear-me em frente ao computador

Como sou amiga e é Natal, tenho para vos oferecer um magnifico exemplar. A vencedora terá de:
- residir em Portugal
- ser obrigatoriamente fã da página do facebook da Tangle Teezer
- completar a melhor frase iniciada por “Eu preciso da Tangle Teezer porque...” até ao dia 18 de Dezembro, para o ladyohmydog@gmail.com

1, 2, 3!

orar

deus, ajuda-me a ter uma embalagem de muesli sem lhe catar a banana seca e as avelãs.
amén.