terça-feira, novembro 13

Estou de óculos de sol e fones nos ouvidos, demasiado distraída nos pensamentos da minha cabeça doente quando sinto um toque no ombro. É uma turista que precisa de explicações.
Devolvo uma expressão de horror e pânico como se ela tivesse o rosto encharcado sangue e aquele dedo um alfinete não no ombro mas no meio do e arranco os fones e os óculos da cara, tudo ao mesmo tempo, evidenciando a natural vocação para a desarticulação.
A sério. Quando é que eu aprendo que tirar os óculos não nos faz ouvir melhor?

segunda-feira, novembro 12

razões para merecer o céu

O Lord Cão (nome provisório. ou não.) é um homem com uma excepcional visão da vida.
Há conceitos que o seu cérebro simplesmente não assimila, não por incapacidade ou defeito mas por uma extraordinária aptidão desenvolvida de reduzir a vida ao essencial.
O Lord Cão é um essencialista.
Posso referir exemplos práticos e concretos para ilustrar com rigor esta matéria.

Quantos homens veem pornografia? Todos.
Quantos homens preferem o visionamento desse subgénero a sós, no silêncio do quarto, em frente ao portátil? Todos.
Quantos homens preferem esconder esse facto das suas namoradas? A maioria.

Como é que o Lord Cão funciona? O Lord Cão tem uma vaga ideia do que é o bom-senso. Mas não sabe bem se é o nome de uma sobremesa ou de uma localidade do interior. Sensibilidade e romantismo desconhece totalmente.
Portanto, quando o Lord Cão quer assistir ao vídeo pornográfico não se impede de declarar a sua futura ação enquanto arreganha os lábios, mostra toda a dentição, esfrega as mãozinhas de contentamento e dá três pulos de gaúdio.
De seguida completa a sua declaração com informações rigorosas e altamente imagéticas sobre os conteúdos a que vai assistir.
Não contente, o Lord Cão não se equipa de um recatado tablet para dar seguimento ao seu ensejo. Lord Cão projeta na parede da sala a pornografia a que deseja assistir e comenta com entusiasmo a fisionomia das actrizes e demais truques da profissão.
No pleno uso da sua deselegância e capacidade de ignorar que está numa relação afectiva ("romântica" seria uma grande incorreção) comigo, Lord Cão chega a gritar da sala
"EEISH CA GANDA PINTELHEIRA! HEHEHE!"
Depois de todo este processo, Lord Cão não vê mal nenhum em me pedir para lhe fazer umas panquecas "com muita manteiga e maple syrup". Quanto já antes me havia pedido uma mini.

Espero com grande ansiedade pelo dia em que Lord Cão enriqueça e eu possa sem qualquer dúvida dizer que sim, que vale a pena.


foto que documenta a situação

assunto sério

Preparava-me para vos contar um episódio que envolve o macho que se apropriou do meu bem-estar (e mo devolve, aleatoriamente, ora em doses omeopáticas ora em ternurentas avalanches - é tão bonito, o amor, mas não desejo as angústias ao meu pior inimigo) quando me apercebi da enorme lacuna que é não ter uma alcunha que o designe.
Por esses blogues fora pululam os MQT, os Mamen, as Plafts. E eu?
Onde é que eu fico no meio dessa ÉPICA história das alcunhas para namorados?

Estou oficialmente à procura de um nome para a Criatura. Talvez Criatura. Não sei.

PS: No meu trabalho de pesquisa estou a fazer uso de diversas ferramentas, entre as quais o Google. Sinto-me na missão de partilhar convosco dois links que talvez vos sejam úteis.

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20081002132301AAA7Iyv
http://anossavida.pt/forum/como-que-vossos-namoradosnoivosmaridos-vos-tratam-apelidos

nem pintadas a ouro, obrigada.


sábado, novembro 10

os meus vizinhos odeiam o fim-de-semana



Vive a vida, como uma festa,
Sob o vento da floresta.
Lua navegante, segue o teu rumo.
Vai em ti a paixão
Do meu destino.
Com o teu poder e a tiara,
E com o meu gato Luna
Vamos vencer as batalhas,
Dessas causas esquecidas.
Luna, Luna, conto contigo
Nestas lutas Contra o inimigo
Monstros, sonhos são
Lendas ou imaginação
Luna, Luna, vem
Lutar pelo bem.