sexta-feira, setembro 6

literatura de condomínio

a primeira da minha colecção privada (jacto de tinta e marcador florescente s/ papel 210 x 297 cm), registada por telemóvel com uma câmara fotográfica de 0,00000023 mega pixeis


6 comentários:

outrosdias disse...

LOL Muito, muito bom!
Melhor só se a mensagem tivesse sido escrita... em papel higiénico.

S* disse...

ahahah Pobre do teu prédio, invadido por cagões.

Anónimo disse...

Lady, aceitas contribuições para o livro?

É que hoje vi, num prédio que costumo frequentar, o comunicado mais estúpido e genial (tudo ao mesmo tempo).

homem sem blogue disse...

Muito bom :)

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Anita disse...

E quem garante que quem fez o serviço não foi um morador do prédio, que tenha algum género de guerrinha com o morador ali daquele andar onde foi feita a, digamos, cagada? ;)

nsilveira disse...

talvez se ele soubesse escrever em português correcto não lhe defecassem à porta, é kharma na certa.